MEMÓRIAS: Outubro 2009

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Era Dos Mortos

"Um técnico sai de uma manutenção em uma antena de transmissão de TV, sem encontrar o motivo pelo qual o sinal não chega até cidade. O motivo é sequencialmente esclarecido: O mundo está acabando!"


Era dos Mortos é um projeto independente, feito por quatro amigos do interior de Minas Gerais, que conta a história de um ataque de mortos-vivos a alguma cidade mineira, em um filme média-metragem. A história não possui explicações ou esclarecimentos do fato de pessoas mortas voltarem a vida e sim conta a tentativa de fuga de um técnico de TV e das pessoas que ele encontra pelo caminho.
Posted by Picasa

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

domingo, 25 de outubro de 2009

Sarah Messias (Oh Baby) cover

Letra - Coronel Antonio Bento

Coroné Antonio Bento
No dia do casamento
Da sua filha Juliana
Ele não quis sanfoneiro
Foi pro Rio de Janeiro
Convidou Bené Nunes pra tocar
O lê, rê, ô lá rá
Nesse dia bodocó
Faltou pouco pra virar (Repete 2x)

E todo mundo que mora por ali
Nesse dia não pode arresistir
Quando ouvia o toque do piano
Rebolava, saia requebrando
Até Zé Macacheira que era o noivo
Dançou a noite inteira sem parar
Que é costume de todos que se casam
Ficar doido pra festa se acabar

Curiosa pra daná
Fui chegando no forró
Só vi gente pareada
Parecendo até um nó
Todo mundo coladinho, no escuro do salão
No picado miudinho,sem querer saí mais não
Das meninas ai ui
Dos rapazes ui ai
E das velhas diga adeus,por que que eu já não posso mais
Xote,rock,fobe,estrote
Um beijinho no cangote
Tome xote muito xote tô querendo é provar
Mãe falou pra eu ter cuidado
Pai falou "É perdição"
Mãe falou "Não vá na dança."
Pai falou "É tentação"
Mãe falou "Isso é pecado."
Pai falou "Faz isso não!"
Mãe falou "Ruim pra diabo."
Pai falou "Até que é bom!"
Mãe gritou "Isso vicia, e esse vício só traz dor."
Pai falou "De dor que se chega ao céu, é o gosto do amor!"
Ai mãe, ai que vontade de cantar!
Ai mãe, ai que vontade de gritar!
Agarradinha nesse nego eu vou me embora
Ainda tô na boa tô querendo me acabar
Ai imagina quando eu chegar no céu aí mesmo é que eu vou gostar

Coronel Antonio Bento - cover

Natacha Seara (Rock'n Roll Bluesy) cover

Letra - All Along The Watchtower

There must be some kind of way out of here
Said the joker to the thief
There’s too much confusion
I can’t get no relief

Business men they drink my wine
Plow men dig my Earth
None with a level on their mind
Nobody out of this world

No reason to get excited
The thief he kindly spoke
There are many here among us
Who think that life is but a joke

But you and I, we've been through that
And this is not our fate
So let stop talking falsely now
The hour is getting late

All along the watchtower
Princes kept the view
While all the women came and went
Barefoot servants too

Outside in the cold distance
A wild cat did growl
Two riders were approaching
And the wind began to howl

All along the tower

All Along the Watchtower - cover

Letra - Sunday Morning

Sunday morning rain is falling
Steal some covers, share some skin
Clouds are shrouding us in moments unforgettable
You twist to fit the mold that I am in
But things just get so crazy
Living life gets hard to do
And I would gladly hit the road
Get up and go if I knew
That someday it would lead me back to you
That someday it would lead me back to you
Someday..
That may be all I need
In darkness she is all I see
Come and rest your bones with me
Driving slow on Sunday morning
And I never want to leave.
Fingers trace your every outline
Paint a picture with my hands
And back and forth we sway
Like branches in a storm
Change of weather
Still together when it ends
That may be all I need
In darkness she is all I see
Come and rest your bones with me
Driving slow on Sunday morning
And I never want to leave.
Yeah, ooooohhh yeah!
But things just get so crazy
Living life gets hard to do
Sunday morning rain is falling
And I'm calling out to you
Singing someday it will bring me back to you
Find a way to bring myself back home to you
You may not know
That may be all I need
In darkness she is all I see
Come and rest your bones with me
Driving slow on Sunday morning
Driving slow, yeah yeah, oh yeah yeah
Oh yeah yeah, oh yeah yeah
Oh yeah yeah, oh yeah yeah
There's a flower in your hair
I'm a flower in your hair
Oh yeah yeah, oh yeah yeah
Oh yeah yeah, oh yeah yeah
Whoa, yeah

Sunday Morning - cover

Letra - Don't Get Around Anymore

Missed the Saturday dance
Heard they crowded the floor
Couldn't bear it without you
Don't get around much anymore

Thought I'd visit the club
Got as far as the door
But they'd ask me about you
Don't get around much anymore

Darling, I guess my mind's more at ease
But nevertheless, why stir up memories

I've been invited on dates
Might have gone but what for
It's awfully different without you
Don't get around much anymore

Don't get Aroud Anymore - cover

Letra - Hit the road, Jack

Hit the road, Jack, and don't you come back no more
No more
No more
No more
Hit the road, Jack, and don't you come back no more
Hit the road, Jack, and don't you come back no more
No more
No more
No more
Hit the road, Jack, and don't you come back no more

Oh Woman, oh, woman don't you treat me so mean
Your the meanest old woman that I've ever seen
But I guess if you say so
I have to pack my things and go
That's right

Hit the road, Jack, and don't you come back no more
No more
No more
No more.
Hit the road, Jack, and don't you come back no more
Hit the road, Jack, and don't you come back no more
No more
No more
No more.
Hit the road, Jack, and don't you come back no more

Now baby don't ya treat me this way
Cause I'll be back on my feet some day
Well, I guess if you say so
I'd have to pack my things and go
That's right

Hit the road Jack - cover

Letra - See see rider

Well See, See See Rider
Just see what you have a-done
Yeah, yeah yeah yeah See See Rider
See what you have a-done
Wo-wo yeah
Well you made me love you
And now your girl has a-come
What'd I say

Well, I'm gonna buy (See See Rider)
Me a shotgun (See See Rider)
Just as long as I am tall (See See Rider)
La-la, la la Lord
Get me a shotgun (See See Rider)
Just as long as I am tall (See See Rider)
What'd I say (See See Rider)

Now I'll shoot a-my a-baby
And then I'll catch that cannonball (See See Rider)
Yes, believe me (See See Rider)

Well I'm goin (See See Rider)
Away baby (See See Rider)
And I won't be back (See See Rider)
Until fall (See See Rider)
No no no no no no
I'm goin away baby (See See Rider)
And I won't be back til fall (See See Rider)
What'd I say (See See Rider)

If I find me a good man (See See Rider)
Your baby a-won't be back at all (See See Rider)
No no no (See See Rider)
I said See (See See Rider)
See See Rider (See See Rider)
Well See (See See Rider)
See See Rider
Yeah yeah yeah yeah (See See Rider)
FADE:
Just see what you have a-done (See See Rider)

See see rider - cover

Letra - Honest I Do

Don't you know that I love you
Honest I do
I'll never please
No one but you

Please tell me you love me
Stop driving me mad
You the sweetest little woman
That I ever had

Please tell me you love me
Stop driving me mad
When I woke up this morning
Never felt so bad

Honest I Do - cover

Letra - Baby Please Don't Go

Baby, please don't go
Baby, please don't go
Please don't go down to New Orleans
You know I love you so
Baby, please don't go, alright

Before I be your dog
Before I be your dog
Before I be your dog
I get you way down here
And make you walk alone
Baby, please don't go, alright

When the man done gone
When the man done gone
When the man done gone
At the county farm
He had the shackles on
Baby, please don't go

Baby, please don't go
Baby, please don't go
Please don't go down to New Orleans
You know I love you so
Baby, please don't go

When the man done gone
When the man done gone
When the man done gone
At the county farm
He had the shackles on
Baby, please don't go

Well after you left
My baby's leaving on that midnight train
And I'm crying
Baby, please don't go
Baby, please don't go
Please don't go down to New Orleans
You know I love you so
Baby, please don't go

Baby please don't go - cover

Letra - I'm Just your Fool

I'm just your fool, can't help myself
I love you baby, and no one else
I ain't crazy, you are my baby,
I'm just your fool

I'm just your fool, I must confess,
to still love you baby, and take your mess
I ain't lyin', no use a jivin',
I'm just your fool

You must be tryin' to drive me crazy,
treatin' me the way you do
I ask you please have mercy baby,
let me be, happy too

If you gonna leave me, for someone new,
gonna buy me a shotgun, shoot it at you
I ain't lyin', no use a jivin',
I'm just your fool

I'm just your fool, can't help myself
I love you baby, and no one else
I ain't crazy, you are my baby,
I'm just your fool

I'm Just your Fool - cover

Letra - Before You Accuse Me

Before you accuse me, take a look at yourself.
Before you accuse me, take a look at yourself.
You say I've been buying another woman clothes,
But you've been talking to someone else.
I called your mama 'bout three or four nights ago.
I called your mama 'bout three or four nights ago.
Your mama said, "Son, Don't call my daughter no more."

Before you accuse me, take a look at yourself.
Before you accuse me, take a look at yourself.
You say I've been buying another woman clothes,
But you've been taking money from someone else.

Come on back home, baby; try my love one more time.
Come on back home, baby; try my love one more time.
You've been gone away so long, I'm just about to lose my mind.

Before you accuse me, take a look at yourself.
Before you accuse me, take a look at yourself.
You say I've been buying another woman clothes,
But you've been talking to someone else

Before You Accuse Me - cover

Letra - High Temperature

My baby gimme high temperature
My baby gimme high temperature
Yeah... 101 when we... kiss and dance
102 honey... for a late night romance
103... 4 and 5... it get to hot to stay alive


My baby gimme high temperature
My baby gimme high temperature
When I see her comin'... down the street
I be the fever giver... high to the beat
103... 4 and 5... it get to hot to stay alive


My baby gimme high temperature
My baby gimme high temperature
97... 98 is just a... false alarm
My temperature 105 when I hold her... in my arms
103... 4 and 5... it get to hot to stay alive

High Temperature - cover

Letra - Saint Louis Blues

I hate's to see dat ev'nin' sun go down
Hate's to see dat ev'nin' sun go down
Cause ma baby, she done lef' dis town.
If I feel tomorrow lak ah feel today
Feel tomorrow lak ah feel today,
I'll pack up my trunk, and make ma git away.

Saint Louis woman wid her diamon' rings
Pulls dat man 'roun' by her apron strings.
'Twern't for powder an' her store-bought hair
De man she love wouldn't gone nowhere, nowhere.

Got dem Saint Louis Blues I'm as blue as ah can be.
Like a man done throwed that rock down into de sea
Got dem Saint Louis Blues I'm as blue as ah can be.

Went to de gypsy get her fortune tole
To de gypsy, done got her fortune tole,
Cause she most wile 'bout her Jelly Roll.
Now dat gypsy tole her, "Don't you wear no
black."
She done tole her, "Don't you wear no black.
Go to Saint Louis, you can win him back."

If she git toCairo, make Saint Louis by herself,
Git to Cairo, find her old friend Jeff,
gwine to pin herself, right there, to his side If she
flag his train, she sho' can ride.

Saint Louis Blues - cover

Sarah Messias (My Baby) cover

sábado, 24 de outubro de 2009

Letra - Route 66

Well if you ever plan to motor west
Just take my way that's the highway that's the best
Get your kicks on Route 66
Well it winds from Chicago to L.A.
More than 2000 miles all the way
Get your kicks on Route 66
Well it goes from St Louis, down to Missouri
Oklahoma city looks oh so pretty
You'll see Amarillo and Gallup, New Mexico
Flagstaff, Arizona don't forget Winona
Kingsman, Barstaw, San Bernadino

Would you get hip to this kindly trip
And go take that California trip
Get your kick on Route 66
Well it goes from St. Louis, down to Missouri
Oklahoma city looks oh so pretty
You'll see Amarillo and Gallup, New Mexico
Flagstaff, Arizona don't forget Winona
Kingsman, Barstaw, San Bernadino

Would you get hip to this kindly trip
And go take that California trip
Get your kick on Route 66
Get your kick on Route 66?

Route 66 - cover

Historia da Gaita

Gaita

A gaita, harmônica ou harmónica, ou harmônica de boca (também conhecida como realejo em algumas partes do nordeste brasileiro) é um instrumento musical de sopro cujos sons são produzidos por um conjunto de palhetas livres.

A gaita possui em sua embocadura um conjunto de furos por onde o instrumentista sopra ou suga o ar. Devido ao seu pequeno tamanho, a gaita não possui caixa de ressonância. O gaitista usa as mãos em concha para amplificar o som do instrumento e também para produzir efeitos, como variações de afinação e intensidade ou vibrato. Quando executada em conjunto com outros instrumentos, é comum que ela seja amplificada eletronicamente. A gaita é bastante usada no blues, rock and roll, jazz e música clássica. Também são muito comuns os conjuntos compostos apenas de gaitas, as chamadas Orquestras de Harmônicas, que normalmente tocam músicas tradicionais ou folclóricas.

História

A gaita teve sua origem em um antigo instrumento chinês, o sheng, que foi inventado há mais de cinco mil anos e que funciona pelo princípio de palhetas livres. Esta técnica de produção sonora gerou uma grande família de instrumentos acionados por foles ou bombas de ar, como o acordeão e a melódica. Em órgãos é comum que alguns tubos sejam flautados e outros utilizem palhetas livres para produzir sons com timbres diferenciados.

Em 1821 um relojoeiro alemão chamado Christian Ludwig Buschmann inventou um instrumento semelhante à gaita atual com 15 palhetas e 10cm de comprimento, mas esse instrumento foi encarado como um brinquedo e não foi considerado adequado para a execução musical. Em 1857 um outro relojoeiro alemão, Matthias Hohner, fundou uma companhia e começou a fabricar as chamadas harpas de boca ou órgãos de boca com 10 furos. O instrumento passou a vender muito bem na Alemanha, França, Itália e nos Estados Unidos.

Na Europa a gaita se tornou um instrumento muito popular na música folclórica e surgiram bandas e orquestras especializadas neste instrumento. Nos Estados Unidos foi muito utilizada na música country. Com o surgimento do blues no início do século XX, a gaita chegou ao seu auge e daí garantiu a participação em outros gêneros musicais, como o jazz, folk music, rock and roll e até na música clássica.

Hoje com a popularização do instrumento existem diversos fabricantes de gaitas espalhados pelo mundo: Hering e Bends no Brasil, Hohner e Seydel na Alememanha, a Suzuki no Japão e a Lee Oskar nos E.U.A.

Construção e funcionamento

Placa de palhetas de uma gaita
Placa de palhetas de uma gaita

A gaita é um instrumento de palheta livre, como o acordeão, órgão de palhetas e o bandoneón. Diferentemente destes instrumentos, não é um fole que força o ar através das palhetas, mas sim o sopro do executante.

As palhetas são finas lâminas retangulares de metal que são montadas sobre uma placa de suporte. Para cada palheta, existe na placa uma fresta com o tamanho exato para que a palheta possa se movimentar livremente dentro dela sem que haja folgas. Cada gaita possui duas placas de palhetas que são montadas sobre um corpo em forma de pente ou grelha, feito de plástico ou madeira. A função desta peça é direcionar o ar individualmente para cada palheta. Quando o conjunto é montado cada furo do pente fica com uma palheta em sua parte superior e outra na parte inferior.

Partes de uma gaita: pente e placas de palhetas
Partes de uma gaita: pente e placas de palhetas
Conjunto montado sem a cobertura
Conjunto montado sem a cobertura


Ao soprar, o único caminho de saída do ar é através das palhetas e o caminho de menor resistência é a palheta superior, que se curva para permitir a passagem do ar. Quando isso acontece, a resistência do ar diminui e a força já não é mais suficiente para manter a palheta curvada. Pela elasticidade do material ela volta à posição original fechando novamente a fresta. O processo todo se repete e a vibração da palheta produz um som audível. O mesmo ocorre quando o músico suga o ar através do furo, mas nesse caso o caminho de menor resistência é o furo inferior, que vibra produzindo uma nota diferente da superior. As figuras abaixo demonstram essa seqüência em um corte de uma placa de palhetas:


1. A palheta tem tamanho igual ao furo da placa, que fica praticamente vedada quando a palheta está em repouso.

2. Quando o instrumentista sopra ou suga o ar, o furo direciona o ar que empurra a palheta.

3. A palheta se curva, permitindo que o ar passe pela fresta aberta. Isso diminui a força do ar e a
força elástica da palheta começa a empurrá-la na direção oposta.

4. Por inércia a palheta vibra em direção oposta ao fluxo do ar.

5. novamente volta a fechar a fresta reiniciando o ciclo.

A amplitude total do movimento da palheta é determinada pela intensidade do sopro ou sucção. A freqüência sonora é definida pelo tamanho e pela massa da palheta, por isso cada uma tem o tamanho diferente das demais.

Bends

Se o músico desejar ele pode fazer o ar passar pelo furo em um ângulo tal que permita a vibração simultânea das duas palhetas do furo. O resultado é a produção de notas que estão entre a nota mais aguda e a mais grave do furo. Esta técnica é conhecida como bend (em inglês: dobrar. O nome é uma alusão ao bend da guitarra, uma técnica que consiste em esticar uma corda para que produza uma nota de afinação mais alta que sua afinação normal). De fato, ao usar esta técnica o gaitista consegue esticar o registro do instrumento adicionando notas intermediárias ou glissandos, um efeito muito usado no blues e na música country norte americana. Embora desejado em gaitas de blues, o bend em geral não é usado na execução de jazz ou música erudita, por isso, algumas gaitas (principalmente as cromáticas) possuem válvulas que impedem a vibração simultânea das duas palhetas e, portanto, evitam um esticamento mais exagerado das notas, embora um bend menos intenso de até meio tom ainda possa ser executado. Há relatos de artistas que conseguem executar bends valvulados de até uma oitava, porém o seu uso prático ainda necessita ser demonstrado.

Tipos de gaitas

Em princípio, as placas de palhetas podem ser montadas com qualquer combinação de notas, por isso existem vários tipos de gaitas que variam de acordo com quantidade de furos, a escala, a extensão ou registro (conjunto de notas que podem ser produzidas pelo instrumento) e a disposição das notas nos furos (layout).

Gaita diatônica


Também chamada de gaita de blues, tem 10 furos e uma extensão de três oitavas. As palhetas são dispostas nos furos de maneira a permitir a execução individual das notas da escala diatônica maior. Também permite tocar acordes se mais de um furo for usado simultaneamente (o gaitista controla quantos furos toca de cada vez pela posição dos lábios ou bloqueando os furos com a língua). No layout padrão da gaita diatônica é possível obter o acorde da nota fundamental (I) e o da dominante (V). A figura abaixo mostra a disposição das notas em uma gaita diatônica em Do (C).
furo:    1  2  3  4  5  6  7  8  9  10           -----------------------------  sopro:  |C |E |G |C |E |G |C |E |G |C |  sucção: |D |G |B |D |F |A |B |D |F |A |           ----------------------------- 

Note que apenas entre os furos 4 e 7 é possível obter todas as notas da escala diatônica. A escala entre os furos 1 e 3 e entre os furos 7 e 10 não são completas, mas as notas que faltam podem ser obtidas pelo uso do bending. O layout abaixo mostra todas as notas que podem ser obtidas na mesma gaita, incluindo os bends e overblows:

                                            |A#          |D# |G# |C  |D# |F# |A# |   |D# |F# |B   furo:     1   2   3   4   5   6   7   8   9  10           ---------------------------------------  sopro:  |C  |E  |G  |C  |E  |G  |C  |E  |G  |C  |  sucção: |D  |G  |B  |D  |F  |A  |B  |D  |F  |A  |           ---------------------------------------          C# |F# |A# |C# |   |G# |C# |F  |G# |C  |             |F  |A  |                 |G# | 

Nos furos 1 a 4 e 6 o bend é obtido pela sucção e nos furos 8, 9 e 10 pelo sopro. No sentido oposto do ar, encontram-se os overblows, que podem ser elevados á mais de um semitom.

Para permitir a execução de qualquer música existem gaitas para cada uma das as doze escalas diatônicas maiores existentes. A distribuição de intervalos é sempre igual, variando apenas a nota fundamental. Este layout é projetado para tocar melodias na mesma tonalidade da gaita utilizando a escala diatônica maior. Esta é a chamada primeira posição. No entanto, muitos músicos preferem utilizar a escala mixolídia que existe entre o furo 2 - sucção e o furo 6 sopro, cuja fundamental está uma quinta acima da tonalidade da gaita. Esta posição, chamada cross harp ou segunda posição permite utilizar de forma mais eficiente os bends dos furos 1 a 6 e por isso é mais usada em blues. Assim, usa-se uma gaita em Do(C) para executar uma música em Sol (G) e assim por diante.

Ao longo do desenvolvimento do instrumento, diversos fabricantes criaram gaitas com distribuições alternativas de notas. Entre elas, temos as gaitas em modo menor melódico, menor harmônico e em modo maior com distribuição alterada, como a Melody Maker da Lee Oskar que permite a execução dos acordes das progressões harmônicas mais comuns na música popular. Também existem gaitas afinadas em acordes aumentados e diminutos.

Um novo modelo revolucionário de gaita diatônica produzido pela Hohner chamado XB-40 (extreme bender 40) permite, através de um complexo sistema de palhetas duplas, realizar bends em todos os orifícios, aumentando largamente o leque harmônico do instrumento

Gaita cromática

A gaita cromática é uma evolução da diatônica, criada para permitir a execução melódica de músicas em qualquer tonalidade, com modulações e acidentes eventuais e sem as variações de afinação produzidas pelo bend. Para isso ela possui duas palhetas de sopro e duas de sucção em cada furo e uma chave que o músico aciona com o indicador da mão direita para direcionar o ar para cada par sopro/sucção. Quando a chave está solta, a gaita produz as notas naturais (sem acidentes - correspondentes às teclas brancas do piano). Quando a chave é acionada são produzidas as notas com acidentes (bemóis e sustenidos - correspondentes às teclas pretas do piano). Além disso, todas as palhetas possuem válvulas para impedir que as palhetas de sopro e sucção soem simultaneamente. Por isso não é possível executar bends em uma gaita cromática a não ser que estas válvulas sejam removidas. As gaitas cromáticas normalmente possuem 12 ou 16 furos para uma extensão de três ou 4 escalas completas. A figura abaixo mostra a disposição das notas em uma gaita cromática de 12 furos.

Com a chave solta: furo:     1   2   3   4   5   6   7   8   9  10  11  12          -----------------------------------------------  sopro:  | C | E | G | C | C | E | G | C | C | E | G | C |  sucção: | D | F | A | B | D | F | A | B | D | F | A | B |          ----------------------------------------------- 
Com a chave acionada: furo:     1   2   3   4   5   6   7   8   9  10  11  12          -----------------------------------------------  sopro:  |C# |E# |G# |C# |C# |E# |G# |C# |C# |E# |G# |C# |  sucção: |D# |F# |A# |B# |D# |F# |A# |B# |D# |F# |A# |B# |          ----------------------------------------------- 

Note que Mi# (E#) é o mesmo que Fá (F) e Si#(B#) é a mesma nota que Do (C), portanto estas notas podem ser executadas com a chave solta ou acionada. Isso é necessário para que não haja furos "mudos" e permite ao músico uma maior flexibilidade de execução. É comum a utilização de gaitas cromáticas em Do para quase todos os casos, mas elas também existem em outras tonalidades, principalmente para permitir a execução quando registros mais graves ou mais agudos são necessários.

Por permitir uma maior facilidade na execução melódica, a gaita cromática é freqüentemente solista nos orquestras de harmônicas. Também é muito utilizada em gêneros que exigem uma extensão maior como o jazz, a música clássica e o choro. Também é comum em trilhas sonoras, sobretudo no cinema italiano, como as de Ennio Morricone.

Outros tipos de gaita

Além da diatônica e da cromática existem muitas outras configurações usadas principalmente nos conjuntos ou orquestras.

Gaita tremolo

Esta gaita possui duas palhetas em cada furo que estão ligeiramente desafinadas uma em relação à outra. Isso produz a sensação de tremolo, uma espécie de vibração na afinação. Ela possui 16 orificios e não há modo correto de tocar - aparentemente.

Gaita em oitava

Possui duas palhetas em cada furo afinadas com intervalo de uma oitava entre elas.

Gaita de acordes

Para cada tonalidade, permite a execução de 48 tipos diferentes de acordes,

Gaitistas famosos

No blues estão muitos dos melhores instrumentistas da gaita diatônica. Alguns se tornaram lendas em seu instrumentos. Entre eles destacam-se James Cotton, Carey Bell, John Mayall, Sonny Boy Williamson, Junior Wells, Snooky Prior e Little Walter entre muitos outros.

Na música folk e no rock and roll muitos músicos utilizam a gaita para executar solos e riffs (pequenos temas que são tocados ao longo de uma canção de forma repetitiva). Bob Dylan desenvolveu um estilo próprio que se tornou modelo para todos os músicos folk como Bruce Springsteen. Entre outros intérpretes que também utilizam ou utilizaram a gaita ocasionalmente estão Mick Jagger dos Rolling Stones, John Lennon dos Beatles, Janis Joplin, Alanis Morissette, Shakira,Neil Young e Eddie Vedder do Pearl Jam entre outros.

Na gaita cromática, Stevie Wonder definiu o estilo mais conhecido na música pop. No Jazz os mais destacados são Toots Thielemans e Larry Adler que também executa música clássica. O brasileiro Maurício Einhorn a utiliza na música instrumental brasileira e no choro. Na música clássica também destacam-se o canadense Tommy Reilly, o chinês Cham-Ber Huang, o italiano Willi Burger.

Entre outros grupos, são bastante conhecidos a Troupe da Gaita e o trio de jazz Harmonicats.

Em Portugal, é conhecido o "Mendes Harmónica Trio" ("Raul Mendes" líder do grupo consagrou-se 7 vezes campeão mundial de harmónica), com um repertório vasto, que vai das transcrições de obras de música clássica até a música popular.